Adriano de Souza lesiona joelho no Rip Curl Pro Portugal

|By João Carvalho

|Foto: Masurel  e Poullenot

A quarta-feira amanheceu com ondas bem mais baixas do que no primeiro dia e a continuação da repescagem foi sendo adiada pela manhã até as 12h30 em Portugal, 8h30 no Brasil. E não foi um bom dia para os brasileiros, com os dois que ainda estavam na repescagem sendo eliminados. O campeão mundial Adriano de Souza torceu o joelho quando entrava no mar para disputar a primeira bateria do dia. Ele ainda tentou competir, mas saiu da água carregado logo após a primeira onda que pegou. O catarinense Yago Dora também perdeu para o português Frederico Morais e ficaram os mesmos oito brasileiros que se classificaram para a terceira fase na terça-feira de ondas pesadas em Supertubos.

As condições do mar estavam difíceis para competir, mas ainda haviam algumas ondas para rolar a segunda metade da repescagem. Com a contusão de Adriano de Souza, o francês Joan Duru avançou e será o adversário de um dos concorrentes ao título mundial na sétima bateria da terceira fase, Filipe Toledo. Esse confronto irá acontecer logo após o líder Gabriel Medina enfrentar o perigoso Ryan Callinan. O australiano está participando da “perna europeia” como convidado da World Surf League e foi vice-campeão no Quiksilver Pro France na semana passada.

A final foi contra o também australiano Julian Wilson, que está na briga pelo título mundial com os dois brasileiros e vai fechar a terceira fase do MEO Rip Curl Pro Portugal com o pernambucano Ian Gouveia. O filho do grande ídolo Fábio Gouveia pode até tirar o australiano da disputa se conseguir derrota-lo nesta batalha pela última vaga para a rodada classificatória para as quartas de final. Um brasileiro já está garantido nesta quarta fase, o potiguar Italo Ferreira ou o paulista Jessé Mendes, que irão se enfrentar na primeira bateria do próximo dia de competição em Peniche.

A primeira chamada da quinta-feira será as 7h45 em Portugal, 3h45 da madrugada no fuso horário de Brasília. Depois do confronto brasileiro na abertura da terceira fase, o próximo a competir será o cearense Michael Rodrigues, na quinta bateria com o taitiano Michel Bourez. Gabriel Medina entra com sua lycra amarela do Jeep Leaderboard na seguinte com o australiano Ryan Callinan e Filipe Toledo na sétima bateria com o francês Joan Duru.

BRASIL X AUSTRÁLIA – Depois, tem mais três confrontos diretos entre Brasil e Austrália, como o do Medina com Callinan. O catarinense Tomas Hermes está na nona bateria com Wade Carmichael e precisa passar para entrar no grupo dos 22 primeiros do ranking que são mantidos na elite do CT para o ano que vem. Outro catarinense, Willian Cardoso, entra na 11.a bateria com Adrian Buchan e a 12.a e última será a do número 3 do Jeep Leaderboard, Julian Wilson, com o pernambucano Ian Gouveia.

O australiano precisa chegar nas semifinais em Portugal para impedir que Gabriel Medina conquiste seu segundo título mundial por antecipação no MEO Rip Curl Pro. Os dois fizeram a final do ano passado em Supertubos e a única chance de Medina conseguir isso é com o bicampeonato na etapa portuguesa. Mas, o bi mundial só poderá acontecer se Filipe Toledo perder para Joan Duru agora na terceira fase e Julian Wilson não passar das quartas de final.

O MEO Rip Curl Pro Portugal está sendo transmitido ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo Facebook Live e pelo aplicativo da World Surf League.

 

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.

 

TERCEIRA FASE – Derrota=13.o lugar com 1.665 pontos e US$ 11.500:

1.a: Italo Ferreira (BRA) x Jessé Mendes (BRA)

2.a: Kolohe Andino (EUA) x Ezekiel Lau (HAV)

3.a: Jordy Smith (AFR) x Matt Wilkinson (AUS)

4.a: Conner Coffin (EUA) x Frederico Morais (PRT)

5.a: Michel Bourez (TAH) x Michael Rodrigues (BRA)

6.a: Gabriel Medina (BRA) x Ryan Callinan (AUS)

7.a: Filipe Toledo (BRA) x Joan Duru (FRA)

8.a: Kanoa Igarashi (JPN) x Jeremy Flores (FRA)

9.a: Wade Carmichael (AUS) x Tomas Hermes (BRA)

10: Owen Wright (AUS) x Patrick Gudauskas (EUA)

11: Willian Cardoso (BRA) x Adrian Buchan (AUS)

12: Julian Wilson (AUS) x Ian Gouveia (BRA)

SEGUNDA FASE – Derrota=25.o lugar com 420 pontos e US$ 10.000:

———baterias que fecharam a terça-feira:

1.a: Filipe Toledo (BRA) 12.67 x 5.03 Samuel Pupo (BRA)

2.a: Owen Wright (AUS) 9.33 x 7.73 Miguel Blanco (PRT)

3.a: Wade Carmichael (AUS) 8.03 x 7.90 Vasco Ribeiro (PRT)

4.a: Kolohe Andino (EUA) 12.33 x 9.73 Wiggolly Dantas (BRA)

5.a: Willian Cardoso (BRA) 14.50 x 9.67 Keanu Asing (HAV)

6.a: Michael Rodrigues (BRA) 13.00 x 10.10 Miguel Pupo (BRA)

———baterias que abriram a quarta-feira:

7.a: Joan Duru (FRA) 12.83 x 4.50 Adriano de Souza (BRA)

8.a: Matt Wilkinson (AUS) 11.33 x 10.83 Sebastian Zietz (HAV)

9.a: Jeremy Flores (FRA) 12.50 x 9.84 Michael February (AFR)

10: Patrick Gudauskas (EUA) 11.10 x 10.66 Griffin Colapinto (EUA)

11: Ezekiel Lau (HAV) 13.26 x 8.36 Connor O´Leary (AUS)

12: Frederico Morais (PRT) 11.44 x 9.16 Yago Dora (BRA)

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *