DOYLE IN NEWCASTLE – WSL

Usando sua forte técnica de backside atack para colar performances de seis pontos, a atual numero 12 marcou um total combinado de  6.17 e 6.63 totalizando 12,80 em condições regulares, para iniciar a campanha de 2020 como vencedora. Campeã júnior do Surfest em 2014, a surfista de Gracetown  Bronte Macaulay pareceu confortável a semana toda, registrando a segunda maior media do evento com 17,40 no Round 4.  Ela se sobressaiu também nos fortes e altos intervalos de direitas em Merewether beach durante os 35 minutos da final. Bronte liderou do início ao fim para reivindicar mais um bom resultado em sua carreira. “Eu só ganhei um QS antes, então é bom ter um segundo no currículo”. “Este ano eu quero ir bem no CT e, espero, obter grandes resultados lá, mas é uma boa maneira de começar o ano”, disse a surfista sobre requalificação e seu próximo ano. “Nós duas surfamos quatro baterias hoje e vamos direto para Manly amanhã, então estávamos realmente sentindo isso – mas é uma ótima maneira de terminar o dia”, finalizou Macaulay.

“Obviamente, eu adoraria ter vencido, mas é um começo muito bom para o ano e muita confiança a partir disso”, disse a surfista de Shelly Beach, Macy Callaghan sobre seu evento. “Eu tenho muitas boas lembranças de Newcastle, ganhei o Pro Junior e a Cadet Cup aqui no mesmo ano, quando eu tinha 15 anos. Estou animada para entregar o que fiz aqui em Newcastle no CT este ano”.

PAULINE ADO

A ex-surfista do Championship Tour Pauline Ado, se reagrupou depois de um decepcionante 17ª no Sisstrevolution Central Coast Pro para continuar sua campanha pela reequalificação com um forte final nas semi-finais. Esse resultado de terceiro lugar certamente dará a surfista francesa confiança no primeiro evento da Challenger Series em Manly, semana que vem.

No 35º Newcastle Surfest anual, o prêmio em dinheiro das mulheres foi colocado em igualdade com os homens por meio de uma iniciativa de financiamento coletivo com um grupo de 97 organizações locais. Agora em seu quinto ano, a iniciativa de financiamento coletivo foi ampliada em 2020 para permitir que atletas adicionais competissem no Doyle Partners Women’s Pro. A Doyle Partners, uma firma de contabilidade sediada em Newcastle, foi escolhida como patrocinadora dos direitos de nomeação pela campeã inaugural do Surfest Women’s Wendy Botha, que venceu o evento em 1985, e recebeu um valor estimado de US $ 80.000 em promoções que antecederam e durante o evento. A competição finalizou neste sábado na OZ. Texto by Castro Pereira Fotos WSL T.Bennet

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *