Histórias do Pier fantasma

 

Hj chamado de Godzila e fedor pros mais antigos! Este é o lado direito da plataforma de Atlântida antes da queda! Numa sexta feira de inverno do final dos anos 90, cheguei na praia de Poa e olhei o mar, estava de sul, bem característico da estação! O vento forte anunciava uma potente ondulação! No Sábado fui olhar cedo o mar, era um belo dia de sol e a ressaca já tomava conta do litoral Gaúcho e ao olhar o Pier de frente, custei a entender o que havia acontecido! A ressaca, “animal” como chamamos no meio, havia arrasado o lado direito com suas ondas que facilmente chegavam aos 9 pés (3m) de altura! As ondas massacraram a antiga estrutura e este foi o nascimento do atual Godzila! O fedor, quando encaixava o swell medio (1.5m) de origem nordeste, dava bem na ponta as melhores esquerdas que peguei até hj na área, longas, tubulares, fortes e de percurso até o Caburé!! Qdo o swell vinha de sudeste, encaixavam clássicos para a direita! Qdo vinha de leste, rolavam ondas pros dois lados no suvaco!!! Atlântida teve muitas histórias e uma galera que quebrava muito as ondas, mas muito mesmo, assim como quase todas as praias do litoral norte! Época que tínhamos campeonatos o ano todo, circuito de interassociacões com quase 15 equipes!! Época que não tinham redes sociais, só redes de pesca assassinas mesmo e a fama era consquistada no braço e não no dedo com um clic congelado como a era da internet!!! Época Raiz que não volta mais! Bons tempos!

@escolagauchadesurf 25 anos
@prof_betodiehl
#RssurfnSkateCoach
#EducaçãoFisicaPremium
#HistoriasDoPierFanstasma
#Saudosismo

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *