O surfe nas Olimpíadas em Tokio 2020

Por Carlos Alberto Diehl

O surfe nas Olimpíadas em Tokio 2020 deve muito a este nobre Homem, neto de Reis havaianos! Duke Kahanamoku foi nadador Olímpico e o responsável pela apresentação do surfe ao planeta. Após mais de cem anos de prática pelos 4 cantos do Planeta, conseguimos que o COI realmente aceitasse o surfe como apresentação, após a tentativa frustrada e a falta de exito em Sidney 2000, data que perdemos a chance para a “dança de salão”….acreditem! As Olimpíadas sempre tiveram uma importância fundamental na minha vida como desportista e ter colaborado através da ISA – International Surfing Association para esta conquista me faz ter certeza que a EGDS – Escola Gaúcha de Surf cumpriu com um dos seus maiores propósitos! O de fomentar de verdade e sem engôdo o surfe, oferecendo um trabalho metodologico sólido na base do esporte, ítem que o COI utilizou como avaliação em mais de 90 Países para então assim, permitir o ingresso do surfe nos jogos!
A AGPS – Associação Gaúcha de professores de Surf, na qual presido, tem uma nova missão pela frente aqui no estado, o de resgatar o surfe entre os jovens e assim, continuar colaborando para o desenvolvimento deste nobre e abençoado esporte, que outrora, lá nas suas raízes, era praticado como a religião dos reis havaianos!
#AGPS
#AssociaçãoGaúchadeProfessoresdeSurf
#RegateSurfSul
#CicloOlimpico
#EGDS
#EscolaGauchadeSurf
#ProfBetoDiehl
#RsSurfCoach

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *