SWELL FORTE, PERIGO DOBRADO

 

Outono começa a dar as caras… temperatura mais amena, ondulações mais consistentes, ventos favoráveis e altas ondas no sul do Brasil. Infelizmente não são apenas coisas boas que vem neste pacote e, não bastasse toda essa crise de Coronavirus, outro fantasma volta a assombrar a nós surfistas: as redes de pesca.
No sexta-feira, 03 de abril, um forte swell encostou no Rio Grande do Sul. A força das águas derrubou quiosques, inundou ruas e arrebentou vários cabos de redes ao longo da costa. Se o perigo já era grande, ficou ainda maior com esse inimigo que é invisível, pois as redes à deriva dificilmente ficam expostas e torna-se uma roleta russa surfar após esses períodos de ressaca.
Ontem, 06 de abril, uma boia foi avistada próxima ao outside nos balneários de Jardim Atlântico e Oásis Sul. Um grupo de surfistas e pescadores locais notou que ela aparentemente estava à deriva e tomou as providências de retirá-la do mar. Junto ao objeto, estavam metros de corda e uma rede bastante enrolada, que ficava submersa há vários metros da boia. Muito perigoso!
A Família Ondas do Sul alerta: não surfe em períodos de ressaca! Mesmo que você entre no mar em áreas destinadas ao surf, é possível (e infelizmente provável) que redes estejam perdidas ao longo da costa.
Agradecimentos aos amigos de Oásis Sul e Jardim Atlântico que avistaram e retiraram a rede do mar.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *