WSL – G LAND ENTRA E SAI KERAMAS

Bem prezados a WSL soltou finalmente seu calendário para o tour de 2020 e como em jogo que se está ganhando, nada ou quase nada deve se mexer,, a coisa não evoluiu muito. Essa máxima se confirma com o número de provas masculinas e provas femininas. Uma nova e espetacular introdução é a power wave de Java em G Land que trocaram por Keramas. Perde-se o fantástico jogo de performances em pistas balinesas e ganha-se uma esquerda poderosa, selvagem e massacradora aos 8” pés e mais. O gaúcho, Digone sempre bate ponto por lá e o paulista Gustavo Dohan e mais alguns bons amigos, tiveram conferindo os expressos. Vai ser bom de assistir homens e mulheres se enfrentando na selva remota do sul de Java. Ótimo também para a continuação dos games após as direitas da Gold, de Bells e de Margaret.

Algumas datas foram mudadas para acomodar os jogos olímpicos do Japão. Rumores sobre o Freshwater Pro sair e Lower Trestles voltar, foram ouvidos mas não aceitos.  Vamos aguardar e observar, quantos eventos Medina deverá vencer até ela, a piscina se tornar obsoleta. Noves fora a nova temporada deverá trazer mais emoção da brasucada botando o bloco na rua; perdão, nas ondas do planeta e com performances de levantar sobrancelhas. Uma última pergunta: e o Tahiti porque continua só para homens? Bem você vá lá na página da WSL e fique por dentro do calendário e datas certo. Texto by Castro Pereira Fotos Gustavo Dohan e Digone Mascarenhas

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *