HIC PIPE PRO FEMININO

E continua a saga das mulheres em surfar picos, outrora radicais e somente dado aos homens desfrutarem, como a praia de Pipeline no north shore de Oahu. E no dia 16 passado as areias e águas de Pipe, foram palco do Hic Pipe Pro feminino, evento QS1000 da WSL. Participação de algumas tops do circuito mundial e uma legião de hawaiianas. Ondas na faixa de dois metros na internacional bancada, algumas cheias e outras tubulares fizeram a cabeça da galera. Desde as semi-finais uma menina hawaiiana local, impressionou os juízes. Trata-se de; guardem esse nome,- Moana Ka’aeamoku Wong, que desde os doze anos surfava e competia no local. Ela participava dos eventos organizados por Betty Depolito, antes da WSL. E a menina, hoje uma mulher, vingou e venceu a bagaça derrotando na final a Brisa Hennessy da Costa Rica, segundo lugar e Gabriela Bryan e Brianna Cope, ambas do Hawaii em terceiro e quarto lugar.

Amarradona com a vitória comentou; “sempre quis ganhar essa competição e finalmente ganhei. Sempre competi aqui e chegava bem perto, então sinto que hoje logrei meu objetivo e me sinto muito bem. A cada onda boa surfada eu chorava de alegria. Deus é Bom”. Moana, enfrentou na final a duas meninas que vieram do Challenge e que em 2022 estarão no World Tour da WSL. A você que prestigia o Ondas do Sul, desejamos um Feliz Natal de amor e boas vibrações na paz de Deus. ALOHA ALWAYS!

Texto by Castro Pereira Fotos Keoki/Insta/Tai Vandyke

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *