WSL – MARGARET E DAMAS

Nossa representante no circuito mundial, a gaúcha Tatiane Weston Webb, foi derrotada na repescagem e desceu mais algumas colocações no ranking, mas está dentro da elite que disputará o titulo. As baterias no Margaret River Pro foram disputadíssimas, devido as condições do mar. O bom conhecimento do local, influenciou diretamente no  surf das contenders. Quem levou o titulo da etapa foi a aussie, Isabella Nichols que protagonizou baterias casca grossa desde o inicio e na quarta passada dia 04. Na semi-final com Bronte Macaulay, ela surfou somente duas potentes ondas que lhe deram o vale para a final. Do outro lado da chave, Gabriela Bryan do Hawaii faturou a semi-final passando firme pela ianque Courtney Conlogue, e por décimos. Já na final as surfistas estavam cansadas pela pressão, e ondas na faixa de 2,5 metros balançavam no outside de Main Break, fazendo o espetáculo. Isabella venceu por 12.94×10.00 de Gabi. No ranking liderado por Brisa Henessy da Costa Rica, Isabella está em quarto e Gabriela está em sexto, a brasileira Tatiane está em décimo lugar. Próxima etapa rola em Java e inicia em 26 de maio próximo.

Texto by Castro Pereira Fotos A.Hughes/Dunbar/Heff/WSL

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.